As Melancólicas Ilustrações de João Fahrion para a Alice

A primeira edição traduzida de Alice no País das Maravilhas não só para o Brasil, mas para a língua portuguesa, é de Monteiro Lobato e foi publicada pela Cia. Editora Nacional em 1931, incríveis 66 anos depois da primeira edição em língua inglesa. A partir daí, em rápida sequência, vieram várias outras traduções e edições. A da Livraria do Globo, com tradução de Pepita de Leão e ilustrações de João Fahrion, saiu já em 1934. A grande inovação dessa edição, sob o título de Alice na Terra das Maravilhas, é ter, diferentemente da de Monteiro Lobato, trazido ilustrações originais em cores e preto e branco. O tom das gravuras de João Fahrion é de um tristeza que nos embala, de uma quase melancolia, que não sei bem dizer se combina com um livro infanto-juvenil, mas que me encanta de qualquer maneira.

facebooktwittergoogle_plusmail